Maria Leal da Costa

José Manuel Coelho

Quinta do Barrieiro

Alojamento Local

Reveladas cx. 10 
7330-336 Marvão
PORTUGAL
Tel: 00351 964054935

GPS: W 7º 22' 52'' N 39º 20' 00''
www.quintadobarrieiro.com | Email: info@quintadobarrieiro.com

© 2015 Made by Orfeu, Cultural promotor. 

Parque de Esculturas

 

Sculpture Park

Maria Leal da Costa

Nasceu em Évora em 1964.

Entre 1982 e 1986 frequenta o curso de Escultura da Escola Superior de Belas Artes de Lisboa.

Trabalhou em Design de moda mas reencontrou o Alentejo e a escultura em Portalegre, na sua Quinta do Barrieiro, espaço de turismo rural, onde vive, trabalha e expõe parte dos seus trabalhos, em pleno parque natural da Serra de Sâo Mamede.

Expõe os seus trabalhos desde 1994.

Desde cedo que as inúmeras visitas a exposições, museus e galerias a despertaram para o gosto pelas Artes.

Trabalha por temas e inspira-se na literatura, prosa ou poesia de Tolentino Mendonça, Gonçao M. Tavares, Camões ou Sophia de Mello Breyner, Cecilia Meirels, Fernando Pessoa, entre tantos outros.

Trabalha a pedra, o ferro e o bronze por eleiçao, e juntos ou separados, em grandes ou pequenas peças. 

O reencontro com a natureza foi outra das inspirações para a sua obra e daí que tenha utilizado esta como espaço de exposição.

 

“Admirável é o seu itinerário, sempre ascendente em arremedos de assombro e de metamorfose”

Joaquim Pinto da Silva

Das terras da Quinta do Barrieiro, Reveladas, a escultora Maria Leal da Costa partiu à conquista do castelo, e, no vazio do cheio e no dentro do fora, toda a sua obra se balança a desvendar-se como pendões na quadratura dos ciclos ao redor da água, da pedra, do fogo e do vento.

António Cunha e Silva

Maria was born in Évora in 1964.

Between 1982 and 1986 she attended the sculpture course at the School of Fine Arts in Lisbon.

She worked in Fashion Design but meet again the sculpture and Alentejo in Portalegre, in her Quinta do Barrieiro, a rural tourism space, where she lives, works and exposes part of her work in the Natural Park of the Sierra de Sao Mamede.

Exposes her works since 1994.

Early the numerous visits to exhibitions, museums and galleries awakened her to the love for the Arts.

She works by themes and inspired by the literature, prose or poetry of Tolentino Mendonça, Gonçao M. Tavares, Camões or Sophia de Mello Breyner, Cecilia Meireles, Fernando Pessoa, among many others.

Working stone, iron and bronze for election, and together or apart, in large or small parts.

To be at one with nature was another inspiration for her work and that's why it has been used as exhibition space.